segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Nos EUA, nova abadia beneditina
quer imitar os monges fundadores da Cristandade



Em Hulbert, Oklahoma, nasceu um mosteiro beneditino masculino que imita seus antecessores medievais europeus.

O mosteiro de Nossa Senhora da Anunciação de Clear Creek [foto] foi fundado por estudantes da Universidade de Kansas que se entusiasmaram pela cultura e as idéias da Civilização Ocidental.

Eles começaram a estudar latim e logo perceberam que o catolicismo foi a fonte de todos os bens que admiravam.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

A Nossa Senhora:
um dos mais antigos cânticos da América

Nossa Senhora do Carmo, escola cusquenha
Nossa Senhora do Carmo, escola cusquenha

O “Hanaq Pachaq” ‒ o “Reino dos Céus” na língua incaica ‒ é uma muito antiga obra polifônica composta no Novo Mundo e dedicada a Nossa Senhora.

É um hino para ser cantado nas procissões de ingresso na igreja.

Ele foi concebido em língua quéchua, a dos incas do Peru.

Provavelmente o autor foi um indígena. O missionário franciscano frei Juan Pérez Bocanegra fez a anotação musical.

A partitura se encontra no fim de um “Ritual formulário”, de 1631, obra do religioso. Porém, o hino foi composto anos antes, provavelmente em 1610.

No “Hanaq Pachaq” os fiéis perguntam à Mãe de Deus qual é o lugar que seu Filho reserva aos mortais no Reino dos Céus.

Igreja de São Pedro, Andahuaylillas, Peru
Igreja de São Pedro, Andahuaylillas, Peru
A versão original foi recuperada pelos padres jesuítas de Urcos ‒ Quispicanchi, Cuzco, Peru ‒ sob a direção do Pe. José María García, SJ, conhecedores do antigo quéchua litúrgico.

O manuscrito original é conservado na Biblioteca da Universidade de San Andrés, em La Paz, Bolívia.

Frei Bocanegra, pároco de Andahuaylillas, em Quispicanchi, ao sul de Cuzco, aumentou a igreja e a embelezou a ponto de ser qualificada de Capela Sistina dos Andes.

A paróquia fica frente ao morro Qoriorqo, que literalmente significa “morro de ouro”.

Igreja de São Pedro, Andahuaylillas,  onde foi cantado por vez primeira
Igreja de São Pedro, Andahuaylillas,
onde foi cantado por vez primeira
Por volta de 1610, o missionário mandou construir nela dois órgãos que ainda se conservam. Eles são os mais antigos da América Latina.

Tudo leva a crer que foi nessa capela que se cantou por vez primeira esse hino carregado de mistério, doce, profundo, revelador da capacidade dos indígenas para estabelecer uma relação muito intima com Nossa Senhora.

O sacerdote escreveu a primeira gramática fonética hispano-quéchua, além do “Ritual formulário” que contém o “Hanaq Pachaq”, hino “para ser cantado pelos cantores no momento de ingressar na igreja”.

O discípulo de São Francisco foi também Cônego Magistral da catedral de Cuzco e administrador dos imensos bens do marquesado de Oropesa de Santiago.

Ana María Lorenza de Loyola Coya e seu esposo,  Juan Enríquez de Borja, marqueses de Oropesa
Ana María Lorenza de Loyola Coya e seu esposo,
Juan Enríquez de Borja, marqueses de Oropesa
O Marquesado de Santiago de Oropesa é o título nobiliárquico outorgado pelo rei Felipe III de Espanha para a descendência real incaica por linha feminina para Maria de Loyola e Coya-Inca. Foi um dos grandes senhorios plenos da América.

HANAQ PACHAQ

HanaqPachaq kusicuinin
Ó alegria do Céu,

waranqakta much’asqayki,
Reverenciar-te-ei por todo e sempre,


yupayruru puqoq mallki,
Árvore florida que nos dás o Fruto Sagrado,

runakunaq sayakuinin
esperança da Humanidade,

kallpanaqpa quemikuinin,
fortaleza que me sustenta

waqllasqayta.
quando eu estou para cair.


Uyariway much’asqayta
Nossa Senhora do Rosário de Pomato, escola cusquenha
Nossa Senhora do Rosário de Pomato, escola cusquenha
Considera minha veneração,

Diuspa rampan Diuspa maman
minha reverência e meu pranto.

yuraq toqtoq hamanqayman,
Ó Tu, mão guiadora de Deus, Mãe de Deus,

yupasqaya qollpasqayta,
‘Amancaicito’* que desabrochas em tenras e brancas asas,

wawarkiman suyusqaita
faz a este teu filho conhecer

rikuchillay.
o local que lhe tendes reservado no Reino dos Céus.

*Amancaicito =Flor andina, parecida ao lírio branco.

(Fonte: Blog “De villancicos, tonos humanos y zarzuelas”)

Video: HANAQ PACHAQ



segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Nomes sagrados de cidades brasileiras

Museu Paulista (ou Museu do Ipiranga).
Nesse local - em que foi proclamada a Independência do Brasil -
a cidade de São Paulo recebeu o nome do Apóstolo dos Gentios,
por ter sido fundada na festa comemorativa de sua conversão.

Carlos Sodré Lanna (*)

O espírito religioso do povo português encontrou no Brasil um clima fecundo para sua natural expansão.

O costume de se designar os acidentes geográficos pelos nomes de Deus, da Virgem Maria, dos santos e santas teve origem com o Descobrimento, a partir de suas primeiras denominações: Terra de Vera Cruz e de Santa Cruz.

Essa tradição é responsável pelos nomes sagrados dados a centenas de cidades, distritos e vilas de nossa Pátria, nos mais diversos quadrantes, como também a regiões, rios, lagos, montanhas e pontes, todos extraídos da religiosidade católica.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O quê explica o entusiasmo que houve pelo nascimento do bebê real inglês?

Primeira foto oficial do pequeno príncipe
Primeira foto oficial do pequeno príncipe
O nascimento do filho do príncipe William e da duquesa de Cambridge Kate Middleton desencadeou uma onda de alegria e simpatia no mundo inteiro.

Passado o primeiro momento, a reflexão sobre o acontecimento provoca surpresos e admirados comentários.

“O porvir da dinastia Windsor está garantido”: a manchete não foi de um jornal sério, mas do tabloide “The Sun”, o qual percebeu que seus leitores, inclusive os republicanos, se regozijavam de forma esmagadora com a feliz notícia para a monarquia.

Sociólogos, peritos e comentaristas ‘progressistas’ queimam os neurônios tentando “explicar a enorme popularidade da família real britânica” – comentou o jornal progressista e socialista francês “Le Monde”.

As pesquisas apontam o príncipe William, o feliz pai, como mais popular do que a rainha, cujo índice de aprovação superou 90% durante o Jubileu de Diamante em 2012. Só 17% dos interrogados se disseram abertamente republicanos, mas muitos deles partilhavam a emoção e o entusiasmo pelo bebê real.